segunda-feira, 15 de junho de 2009

Luxemburgo: o soprador de apito...

Existem técnicos que costumam ganhar no campo, mas também são muito bons no "grito"! Entre esses, podemos eleger Vanderlei Luxemburgo como o mais "sofisticado", o mais ladino! O sujeito é bom de papo, sabe usar como ninguém a mídia a seu favor, além de ser muito inteligente. Com todos esses predicados, só poderia ser bem sucedido naquilo que faz, e, sejamos sinceros, faz bem! Todos sabem o quanto é perigoso mexer na "fera"! No caso de Luxemburgo, quem tem, tem medo, pelo menos deve ser o que pensam os assopradores de apito, que era como tratava os árbitros um famoso cronista carioca! Lembro de um jogo em que ele conseguiu, não só desestabilizar o juiz, como também pôr em xeque sua opção sexual! Afirmou com todas as letras, para todas as cameras e microfones que "o juiz passou o tempo inteiro "paquerando-o"! O que aconteceu? O sujeito desapareceu! O nosso técnico ganhou no "grito"!
.
Em duas oportunidades, isso ficou muito evidente. Utilizando o verbo e atirando para todos os lados, deixou os apitadores temerosos de errar contra o time dele, depois daquele jogo contra o São Paulo. O jogo contra o Vitória mostrou o quanto a comissão de arbitragem pipocou. Aquele gol de Roger se fosse a favor dele, era conversa para o ano inteiro! É estranho que ninguém conseguiu ver, nem a bandeirinha nem o árbitro! Eu já tinha dito aqui, na semana passada, que não sabia porque eles não viram, mas entre aspas, é claro! O mesmo Luxemburgo no empate contra o Barueri já dissera que times como aquele iriam lutar para não cair! No fundo, achava que golearia a equipe de Estevam Soares, que até foi elegante na réplica, mas, como sabemos, não foi isso que aconteceu! Na realidade, existem times que têm que se portar como coadjuvantes! Por esse raciocínio, o que temos é um jogo de cartas marcadas, times considerados grandes não podem perder para os "emergentes"!
.
No jogo contra o Cruzeiro, domingo último, por obra e graça do Espírito Santo, o bandeirinha viu demais! Desejoso de "agradar" a Vandeco, nem titubeou, saiu correndo desesperadamente para o meio de campo para validar um gol que não entrou, lembram do gol do Roger do Vitória semana passada? Será que se fosse no Mineirão o bandeira teria coragem de marcar um gol contra o Cruzeiro nas barbas de Perrela? O que acontece é que depois que pressionou a comissão de arbitragem da CBF, os juízes não têm coragem de marcar contra Luxemburgo no Palestra, inclusive Leandro Vuaden, estando perto, não "viu", não teve peito de marcar uma penalidade a favor do Cruzeiro! Qual é a moral da HIstória? Fazer a mesma coisa que Luxemburgo. Chiar, reclamar de tudo e de todos, usar a mídia como Luxemburgo usa! Evitar que apenas ele grite, fazer ecoar outras vozes que não a dele! Para não ficar parecendo que é choro de torcedor que foi roubado, antes da chiadeira de Luxa, o Palmeiras tinha apenas 5 pontos, hoje já conta com 11, assumindo o terceiro lugar, seis pontos, em campeonato com esse modelo, garante até título! Quando estava 1 a 0, para o Cruzeiro, Luxa gritou: "Vuaden, você está interferindo na partida, porque a bola não foi falta!" Luxemburgo está apitando, sim, e mais que isso, garantindo os resultados do Palmeiras! E nós, como diria Chico Buarque, ficamos vendo a banda passar...

6 comentários:

Rosenilton disse...

Tem razão prof!!!
E o pior de tudo é que ele termina todos os jogos comandando sua equipe da beira do gramado.
Triste futebol brasileiro.

Manuela Cassia Silveira disse...

Pois é a mais pura verdade! Nessa brincadeira lá se vão 6 pontos a mais na conta do porco. Já pensou isso no final do campeonato? Mas o Vitória vai ser campeão esse ano mesmo com luxemburgo apitando fora das linhas do ludopédio!

Manoel Gomes disse...

Meus queridos, parece que a justiça tarda mais não falha, demitiram o "velho" Luxa, Chega de ganhar no grito!

**************************** disse...

Velho Mano (que não é o Menezes). Todo vez que alguém grita nesse país ele é silenciado. Vejam que o velho Luxa bradou contra o autorismo da diretoria ao negociar e liberar um atleta sem o seu conhecimento. Resultado: Ele disse que o atleta não jogaria mais com ele. Prova dos nove: Como uma diretoria inteira vai se calar pra um empregado, mesmo estando certo? A conta não bate. Vamos torcer agora para Ricardinho (o Teixeira) tirar o Soneca (digo Dunga) da seleção e colocar o "apitador de jogo". Na copa precisaremos de algo mais que um brucutu à frente do selecionado.
Saudações divergentes daqui da Bahia....

Manoel Gomes disse...

Velho Amigo,(que não é tão velho assim) há mais coisas embaixo da demissão de Luxa do que supõe a nossa vã filosofia! Ele, assim como alguns outros têm o seu "negócio", no caso de Luxa, ainda tem a imagem que ele vende. Agora, imagine outro sujeito fazendo dinheiro com seu negócio? Se é que você me entende? Luxa quer mandar na "empresa" dos outros(por ironia, Beluzzo é economista). Keirrinson é/era uma mercadoria do outro negociante, como pode alguém dizer que seu empregado não trabalha mais em sua empresa? Está parecendo cifrada demais a resposta? Tens o direito a tréplica, meu caro! Quanto ao Dunga, sabemos nós que é um "idiota" que acredita que "aquilo"que ele dirige (um amontoado de mercenários)representa um país; um tosco empregado da família Teixeira, assim como o seu preferido já foi, porém é bom cabrito, coisa que Luxa não é! Imagine duas raposas no galinheiro?(Teixeira e Luxa) Mas o seu preferido teve as mesmas chances que o idiota ao dirigir a legião dos bilionários, por que não deu certo? Tens a resposta?Saudações, daqui do frio, mas em breve eu volto!

Anônimo disse...

aguardo anciosamente a crônica: "morte de michael desvia olhares de queda de aviões... e outras calamidades..."

um beijo