quinta-feira, 2 de julho de 2009

Golpe de Estado...

Quando eu era criança aconteceu um Golpe de Estado por estas paragens. Naquela oportunidade, "as camadas médias urbanas, mobilizadas pelo clero católico reacionário, sedimentaram o cerco ideológico", apoiando a tomada de poder pelas forças armadas, encabeçadas pelo exército. Eles "sabiam" o que era melhor para o país. O resto da história todos já sabemos. Ficamos amordaçados e só voltamos à normalidade em 1989, embora à frente dessa normalidade estivesse um sujeito chamado Fernando Collor de Melo. A pergunta que se fazia naquele momento era se com o caçador de marajás gerenciando o poder retomaríamos as rédeas de nossas vidas?!
.
Tudo bem, nem tudo pode ser perfeito, o resto da história todos sabemos. Ironicamente, apareceu mais um Fernando em nossas vidas, não bastassem os 25 anos de ditadura, sob os nossos ombros, esse era Cardoso, o presidente sociólogo que, ao assumir, foi logo avisando: "esqueçam tudo o que escrevi!" Foram oito anos à frente do governo, regado a muitas privatizações e enxugamento do Estado, o resto? Bem, o resto da história todos já sabemos!
.
Estamos vivendo o ocaso do governo Lula. É fato que foi bem diferente dos dois fernandos, mas não fez aquilo que muitos, que sofreram com a repressão do golpe de 1964, como ele que foi até fichado pela polícia, esperavam! O resto da história nós ainda não sabemos. Por quê? Nunca imaginei que iria ver um dia Sarney ser "blindado", ser "protegido" por aqueles que foram achincalhados, sofreram horrores quando quem mandava por aqui era a Arena, cujo presidente se tornara "imortal" ao escrever uma coletânea com o curioso título marimbondos de fogo, seu nome: José Ribamar Ferreira Sarney de Araújo Costa!
.
Falo tudo isso por dois motivos. O primeiro está relacionado com o Golpe de Estado em Honduras! Juro que ainda hoje estou assustado. Jamais pensei que voltaria a ver cenas iguais às que vi na minha infância! O mais estranho é que o "formato" é o mesmo! Aqui também retiraram os direitos políticos e qualquer pessoa podia ser detida, mesmo sem provas! Outra coisa igual ao meu tempo de menino: algumas pessoas celebraram o golpe! O governador mineiro, o banqueiro Magalhães Pinto, rompeu com João Goulart acusando-o de planejar um golpe de esquerda, quando quem estava planejando o golpe era ele! O segundo motivo, está bem aqui perto de nós! Fico me perguntando ao ver a situação do parlamento brasileiro se realmente superamos aquele golpe de 1964, sei que posso estar dizendo um impropério, mas todos os escândalos, todas aquelas roubaleiras, todos os absurdos, todas aquelas indecências dão a impressão que vale tudo, a propósito, o dono do castelo foi absolvido pelo comitê de ética!? Absurdo? Somos reféns dos velhos golpistas, sem eles o congresso pára!
.
O presidente precisa proteger José Sarney, caso não o faça, não tem como governar sem o PMDB, aquele mesmo partido que um certo senador de Pernambuco dissera que é um partido corrupto! Mas, espera aí, hoje quem manda no país são os golpistas de outrora! Sem Sarney como aliado, não tem governo! Há um livro do Marx que discute um Golpe de Estado que todo mundo deveria ler, o 18 Brumário de Louis Bonaparte, além de ser uma leitura de alto nível, é extremamente didático! Diz Marx logo na abertura da obra: "Hegel observa algures que todos os fatos e personagens de grande importância na história universal ocorrem, por assim dizer, duas vezes. E esqueceu de acrescentar: a primeira vez como tragédia, a segunda como farsa." O que está acontecendo em Honduras e aqui no Bananão (expressão usada pelo jornal Pasquim) dá provas reais que, mais uma vez, o Alemão está cada vez mais VIVO...

2 comentários:

jonatan disse...

marx está vivo e vivendo pra ver!

Manoel Gomes disse...

Pois é,Jonatan, tão vivo que chega a assustar, como aquele ente que rondava a Europa...grande abraço,mermão!!!