quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Futebol e ciencia...

Faltando apenas quatro rodadas para o término do Brasileirão, e a partir de uma investigação científica, resolvemos apontar os quatro clubes que vão disputar a Libertadores, incluindo o campeão brasileiro e aquelas equipes que vão disputar a série B em 2009. É preciso deixar claro que não se trata de palpite, algo sem fundamento e envolvendo paixão clubista, como fazem muitos dos jornalistas esportivos, puxando a brasa para os times das suas respectivas regiões. As análises que possibilitaram chegarmos às conclusões apresentadas tiveram o aporte da matematística, ciencia cujo grande incentivador é o professor John Hockley, da Universidade de Princeton, ganhador do premio Nobel de Física.
.
A pesquisa, que teve a assessoria do professor Hockley, contou com, além de pesquisadores brasileiros, estudiosos distribuídos por todas as partes do mundo que fizeram, em seus respectivos países, os mesmos cálculos para seus campeonatos e deverão, muito em breve, trazer a público os resultados a que chegaram. É preciso que se diga que toda a investigação foi construída com todo um rigor teórico-metodológico, descartando qualquer viés metafísico na elaboração dos resultados.
.
O trabalho utilizou todas as partidas realizadas até aqui e, para evitar erro nos cálculos, fez uso da fórmula do professor
Hockley, sinalizada na seguinte equação: pi elevado a quinta dividido por quatro. A título de esclarecimento, o quatro indicado no extremo da fórmula é justamente a quantidade de rodadas que faltam para finalização do campeonato, também foi colocada em relevo a operacionalização das variáveis, possibilitando, com isso, um aprofundamento no campo das hipóteses. Houve inúmeros pré-testes dos instrumentos de coleta, cuidado fundamental para uma interpretação de dados rigorosa e sistemática. A categorização dos dados esteve alicerçada na premissa que o professor Hockley chama de face to face. Os resultados apontam para a seguinte classificação do Brasileirão 2008: 1º Cruzeiro, 2° São Paulo, 3º Gremio e 4° Palmeiras; em relação aos clubes rebaixados, teremos: 17º Vasco, 18º Fluminense, 19º Figueirense e 20º Ipatinga.
.
É preciso que se diga que ao anunciar esses resultados, não queremos, em hipótese alguma, criar polemica com quem quer que seja, muito pelo contrário, nosso objetivo principal é colocar a ciencia a serviço do esporte e, ao mesmo tempo, estimular as pesquisas nesta área de estudos que, até cinco anos atrás, era totalmente desconhecida. Não fora o esforço, em alguns momentos, solitário do professor Hockley, é muito provável que esta pesquisa fosse engavetada, mas esse grande benemérito não poupou esforços para trazer à luz este conhecimento, o que lhe possibilitou ganhar o premio nobel de física. Não podemos esquecer que são pessoas iguais a ele que humaizam as pesquisas e possibilitam enxergar, para a espécie humana, um tempo de prosperidade, igualdade e fraternidade...

4 comentários:

Manuela Cassia Silveira disse...

É a ciencia a serviço do esporte. Através deste venho parabenizar o professor Hockley pela brilhante equação. Quiçá, ela poderá ser aplicada a outros esportes?????? Vôlei, basquete...
Vamos ver a eficiciência e a aplicabilidade da nova teoria ao final do campeonato.

naára disse...

mano tudo bem?
quero saber como vc está ai em santa catarina, sei q não tem energia ai, mas assim q conseguir ler esta mensagem mande noticias para: jonatandon@yahoo.com.br
grande abraço amigo

Lusimary disse...

Infelizmente, faltou ao ilustre professor um elemento na fórmula! É o chamado "elemento surpresa"!!!! kkkkkkkk Até agora, dia 25/11, está acertando os quatro primeiros, apesar do desacerto na ordem. E, infelizmente, ainda não parece que o Fluminense seja um dos quatro a cair! Eu disse INFELIZMENTE!!! Seria muito bom que o professor tivesse acertado os cálculos para os dois "cariocas"!!!

Manuela Cassia Silveira disse...

Pois bem, vai chegando o final do campeonato e percebo que há algo errado com a fórmula. Professor Hockley, será que não seria a enésima potência? Levando em conta os radicais e as frações que se limitam a constante sequencial da multiplicação???? Analisei a fórmula profundamente, ao meu ver, algo precisa ser revisto para que a conta seja perfeita. Veja:
1º Cruzeiro, 2° São Paulo, 3º Gremio e 4° Palmeiras; Elevando isso a enésima potência, será que não seria haveria uma inversão de posições frente ao fracionamento relativo? No que diz respeito aos clubes rebaixados: 17º Vasco, 18º Fluminense, 19º Figueirense e 20º Ipatinga.
Elevando a enésima fração bipolar tripla, poderia ser invertido também???
Professor, podemos montar um grupo de planejamento estatístico para rever isso até o f8inal do campeonato. O que acha???