sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Cenas Brasileiras...



Antonio Carlos Jobim disse, certa vez, que viver no exterior é bom, mas é uma merda. Viver no Brasil é uma merda, mas é bom. O que poderíamos depreender das palavras do maestro? Nada mais, nada menos que esse é um país contraditório e imprevisível? Acontece que estamos sempre nos extremos, viver por aqui não é uma tarefa fácil, temos a opulência e a fartura convivendo, lado a lado, com a mais tacanha miséria. O mais estranho é que cada lugar desse lugar chamado Brasil é diferente de todos os outros, são brasis diversos dentro do mesmo território! Você deve estar dizendo, cara leitora soteropolitana: "isso é óbvio, senhor redator"! Escrito, não tenha dúvida que é muito óbvio, minha leitora esclarecida de Jequié! Antes de vir morar em Florianópolis, sempre afirmei que professor não tinha pátria, qualquer lugar era lugar do professor! Bastaram 20 meses para que percebesse o quanto essa assertiva era equivocada. Posso trabalhar em qualquer lugar, mas meu lugar é na Bahia, o poeta de outrora estava certo: "a Bahia tem um jeito terra"! Na realidade, são muitas as contradições que recortam a nossa caminhada, somos um país de extremos. Se isso é bom? 
.
Houve o maior rebuliço por causa de Geyse Arruda, a menina de vermelho que foi expulsa e reintegrada "simultaneamente" na faculdade que estuda(va). Observando-a na foto síntese acima (ela é a primeira da esquerda), percebe-se que não entraria no perfil das beldades que causam furor, tipo Carla Perez (?!), todavia por um fato inusitado se tornou uma "celebridade" da noite para o dia! É a bola da vez! Saiu dando entrevistas a todas as corporações midiáticas! Ficou famosa de um vestido para o outro, está aproveitando seus minutos de fama! Segundo dizem, existe a possibilidade de posar sem o vestido vermelho para a revista Playboy, que desmentiu no primeiro momento, pode fazer um filme pornô e vai aparecer na Globo! Temos zilhões de Geyses espalhadas pelo país que estão "vibrando" com a possibilidade de vir a ter a mesma "sorte" que a estudante da Uniban! Será que ela tem cacife para vender tantas revistas quanto a Sheila Mello? A maior vitória entre as "coelhinhas" é ver quem vende mais. Monica Veloso, a namorada de Renan Calheiros, (A prezada leitora se lembra, não?), também tentou alavancar sua carreira a partir do "escândalo" com o então presidente do senado! Foi capa da tal revista, sendo um regozijo no parlamento brasileiro, claro, todos queriam ver a namorada do presidente, completamente nua! O fato é que não vendeu tanto quanto esperava, desapareceu dos holofotes e ninguém mais ouviu falar da criatura! Geyse Arruda terá o mesmo fim?
.
Nesta história de sair mostrando as partes pudendas na Playboy, Fernanda Young, apresentadora do GNT e co-autora do antigo seriado Os Normaissaiu na edição de novembro e, como não tem o perfil de mulher "gostosa", foi logo afirmando que "seria muito bonito para o Brasil se o seu ensaio vendesse mais que o de uma BBB". Em relação ao ensaio, afirmou que não mostra uma mulher parecida com uma garota de programa, uma alfinetada na ex-BBB Priscila Pires, que vendeu horrores. Como somos seres contraditório e esse é o país da contradição, prestemos atenção ao desejo da "coelhinha", quase quarentona, disse ela que não fez fotos de arte, deseja que muita gente se masturbe e, rindo, afirmou que aguardava relatos! Contudo foi sincera, não negou que suas fotos teve o apoio do "amigo" de todas as horas, o photoshop! Pediu que fossem apagadas as estrias da gestação e as cicatrizes do peito, resultado de uma cirurgia plástica! Como, neste brasilzão, fazemos piada de tudo, com ela não foi diferente. O vesgo, humorista do Pânico, no seu twitter, não se fez de rogado e afirmou que o apagão foi o melhor momento para se ver o ensaio fotográfico de Fernanda Young! Que maldade! Conseguirá a balzaquiana vender mais revistas do que Priscila Pires?
.
Começamos falando do falecido maestro Antonio Carlos Jobim que disse que viver aqui era uma merda, mas era bom está na...bem, deixa para lá! Depois foi a vez da sensação do momento Geyse Arruda, a menina que se tornou famosa por causa do vestido vermelho que usava na sala de aula, que quer apenas estudar, não espera fazer nenhum estardalhaço! No período anterior "conversamos" sobre a quase quarentona Fernanda Young que disse que só posou nua para provocar algumas pessoas, entre as provocadas está sua mãe, a dela, não a sua, minha leitora amiga do ABC! Quero terminar com um técnico de futebol, para fechar com chave de ouro, esse papo! Estevam Soares, o "professor" do Botafogo, é o cara perfeito! O fato é que, além de contraditórios, somos muito esquecidos. Esquecemos as coisas com uma facilidade assustadora! Senão, vejamos. É do conhecimento de todos que, pelo menos por enquanto, a cada campeonato da série A, quatro times são rebaixados para disputar o torneio de acesso no ano seguinte, a tão temida segundona. Pois bem, Estevam Soares há muito tempo quer ser técnico de ponta. Vem fazendo um esforço brutal para conseguir isso! Já fez algumas incursões em times considerados grandes, mas ainda não teve o tão sonhado up grade, leitora paranaense! Este ano estava treinando o Grêmio Barueri, embora estivesse bem colocado, sem preocupações, não obstante sabia que para a realização do seu desejo, ficar naquele time seria um óbice às suas pretensões! A primeira oportunidade que teve se transferiu para o Botafogo, time grande(?) que poderia lhe dar o up grade  tão esperado! No campeonato passado, neste mesmo período do ano, lutava desesperadamente para que a Portuguesa de Desportos não caisse...Ele acredita que técnico também é psicólogo", utiliza métodos pouco ortodoxos, tipo "terapia do abraço"! Caso a querida leitora não saiba, é aquela que sugere que esqueçamos as desavenças e abracemos todos, inclusive os inimigos! Se isso funciona? Não sei, o que sei é que a Portuguesa foi um dos que caíram no ano passado. Cara torcedora botafoguense, seria maldade usar a lógica aristotélica em relação ao seu time do coração para terminar com humor essa peroração? Não? Então, neste caso, poderíamos dizer que se a Lusa foi rebaixada para a segunda divisão porque o técnico era Estevam Soares, logo, neste ano, o Botafogo inevitavelmente seguirá o mesmo caminho?...   

5 comentários:

Gleide disse...

Essa 'terapia do abraço' ai eu conheço... mas, a depender das pessoas que estão na roda, não fuciona muito bem... o resultado pode ser desatroso...eheheheheheh! Quanto às contradições desse país, são de fato "escandalosas", hoje mesmo estava conversando com amigos sobre o sucesso meteórico (incluido os salários)daqueles que investem no corpo (pernas, bumbuns, abdome, etc)em relação aos que ralam estudando; falamos desde os jogadores de futebol, passamos pelas ditas "dançarinas de peitos e bumbuns avantajados" (de axé na BA, as frutas do fanque no RJ, ets, etc, etc...) e paramos na Geyse Arruda - incrível como esse assunto se tornou pauta do mundo das comunicações... é o que temos para falar ou é o que escolhemos e queremos falar? Como diz um 'amigo? querido" somos 'sem noção'!!!

Manoel Gomes disse...

Bem,Gleide,infelizmente não escolhemos a pauta, ela nos é enfiada goela abaixo, quem não estiver discutindo isso está fora, Geyse, hoje, é assunto do dia, como todos querem estar antenados com o que for mais "atual" entram na "onda midiática".Como já conversamos antes, isso aqui, (o Brasil)está se tornando uma Ilha de Caras, tudo o que for futilidade, é assunto do dia! A pergunta é: tem jeito ou está tudo perdido? Claro que tem jeito, somos seres da História, portanto, as Geyses e outras idiossincrasias impostas, são passageiras...Acho que é isso...esteja à vontade para treplicar...

Lusimary disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lusimary disse...

Deliciosa a maneira como você "conversa" com suas "leitoras", que passam por aqui, não é? Sempre passam, dificilmente deixam suas impressões, seus comentários. Tentarei ser mais presente nos comentários (acho que já prometi antes, não foi?)... deve ser a idade, tem coisas que me esqueço! kkkkk... Sabe, quando você comentou sobre o Estevam Soares, não pude deixar de fazer a ligação com o trânsito. Ele está para o Botafogo como quando estamos num engarrafamento e a faixa do lado é a que anda. Então, quando, finalmente conseguimos mudar para a faixa de anda, ela para e a que começa a andar é aquela em que estávamos anteriormente.

Manoel Gomes disse...

Ainda bem que de vez em quando elas, as leitoras, dão o ar de suas graças, é bom ser lidos por esses olhos lindos!!! Quanto a Estevam, prcisa entender que o barato sai caro, sua analogia é perfeita, pode ser chamado também de olho gordo,ao invés de se preocupar com o seu, fica secando o vizinho,rsrsrsrs...Mas será que dessa vez ele não escapa? Saiba que tudo depende de seu "antigo" time, se o Co, lá de Curitiba cair, ele sobrevive...rsrsrs