segunda-feira, 8 de março de 2010

Nuas...

Uma antiga amiga, quase "ex-amiga", ao vir me visitar certa feita, notou, decepcionada, que nas paredes da "minha" casa não havia nada além das cores com as quais foram pintadas! Sentiu-se traída e não escondeu sua indignação por tal fato. Como poderia alguém como eu, isso são palavras dela, permitir que os olhos navegassem por oceanos tão desnudos? (isso são palavras minhas). As paredes deveriam estar repletas de  infinitos quadros, gravuras e tantas outras "ilustrações" que refletissem o meu suposto bom gosto, quiçá minha afetividade, caso houvesse, por exemplo, a fotografia do meu pai! Juro que não entendi, naquele momento, sua "raiva", afinal de contas, por que todos temos que "enfeitar" as paredes da casa com outras "cores"? Quem disse que  "sujá-las" é sinônimo de sensibilidade à arte? Para não ficar "mal na foto" argumentei que dessa forma protegia aos que me visitavam, e a mim também, da intensiva exposição à "poluição visual"! Além disso, tornava desnecessário o elogio barato que o meu suposto bom gosto provocaria! Mas minha interlocutora não aceitou essas ponderações, alegando que no fundo, no fundo, essa atitude nada mais era do que um desejo sub-reptício de parecer diferente, de atrair mais atenção! Embora não pudesse colocá-la entre aqueles que se julgam entendidos nas questões da estética, nem das Artes de uma forma geral, fiquei me perguntando se ela não teria alguma razão, já que, embora não acredite em hipótese alguma em horóscopo, sou do signo de Leão!
.
Passados poucos anos, essa conversa emergiu em minhas reminiscências. Ato contínuo, lembrei-me do que dissera a outra, neste caso, ex-amiga sobre o ocorrido. Esta discordara veementemente do que eu dissera. Sabia muito bem qual a razão de suas, as dela, paredes estarem repletas de imagens, além de "peças" de madeira e de barro espalhadas pelos quatro cantos da casa! Explicou-me que em cada objeto que o visitante e ela própria deitava o olhar havia algo mais que apenas aquele sentimento de "arrebatamento" que a imagem provocava! Entendiam, ela e o visitante, muito bem o que o autor da obra queria transmitir, ou seja, não era apenas para ENFEITAR! A minha tese é que muita gente coloca todas aquelas "coisas" nas paredes, entre elas cópias baratas de pintores famosos ou fotos dos entes queridos, sem-noção alguma do que está fazendo. Essas pessoas agem assim porque existe em suas cabeças uma tola convenção de que as paredes não podem ficar "desquadradas", perdoem-me por esse bizarro neologismo, sob pena de tornar o ambiente "feio", sem cor, ou usando da linguagem trivial: soturno!  Quadros, gravuras e afins foram feitos para serem apreciados em galerias e nas paredes das casas tornando esses lugares cheios de alegria!
.
 E o que dizer, então, daqueles que deixam as paredes completamente despidas, sem brilho, sem nenhuma imagem para lhes tornar mais atraentes? Para além das convenções, o que se percebe é que saturado o olhar, os quadros e imagens posto nas paredes não passam de balangandãs, ornam, enfeitam, tiram-lhe apenas a NUDEZ! As pessoas andam pela casa e sequer se aproximam de tais quinquilharias, as imagens ficam "invisíveis'! As fotos amarelecidas, os quadros e as gravuras ficam esperando que apareça alguém interessado naquilo que na casa tem o mesmo valor que tem aquela planta lá na varanda! Gosto de paredes NUAS, totalmente despudoradas para que meus olhos possam vesti-las do jeito que eu quiser, e depois, como um voyer, imaginá-las se despindo apenas e exclusivamente para mim...  

5 comentários:

Manuela Cassia disse...

Adorooooooooo quando estou no inefável!!!!
Mas voltemos ao post. Agora percebo que nunca prestei muita atenção nas paredes, contudo, segundo Rita de Cassia, não presto muita atenção a nada, só ao que me interessa kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, ora bolas, mas todos não são assim?!
Acho que acontece o mesmo com paredes, ao menos que haja algo, de fato, interessante nunca me peguei apreciando as paredes das casas que visito.

Te amoooooo
bjs

Rosenilton disse...

Uma antiga amiga, quase "ex-amiga".

Ato contínuo, lembrei-me do que dissera a outra, neste caso, ex-amiga sobre o ocorrido.

Eu as conheço???rsrs.

Manoel Gomes disse...

Resposta aos dois: vocês são muito abusados!!!!! Mas eu os amo!!!!!!

jonatan disse...

até nisso vc repara...
quando vier em minha casa tratarei de guardar todos os quadros e objetos, deixarei a casa nua!!!
até a pintura e as texturas!
akakaka
vc já pintou na bahia este ano?

Manoel Gomes disse...

Oh, Jonatan,meu amigo, não fui eu quem reparou, perceba que a "amiga" não gostou de ver as minhas paredes nuas...quando eu for te visitar, que deverá ser em breve, não precisa "mexer" nas pinturas e outros, rsrsr, só não espere que eu fique "reparando" os enfeites e dando "pitaco", rsrsrs...Ah, estou em Florianópolis desde as férias do meio do ano passado...grande beijo!!!