terça-feira, 23 de março de 2010

A falsa democracia da Copa do Brasil...

Nada mais enganoso do que o apregoado espírito democrático da Copa do Brasil. Para aqueles que faturam alto com o evento esse é o "bordão" que tranqüiliza sobremaneira aos incautos. A desculpa é que só assim temos a oportunidade de conhecer times que se não fora essa competição jamais seriam vistos!? Por favor, entendam que não vai aqui nenhum preconceito, mas muitos dos times que a mídia afirma que devíamos conhecer, essa é a característica essencial da Copa do Brasil, é o que ela diz, não passam de um "bando" perdido que sai de lugar algum para lugar nenhum! Naviraiense/MS, Juventus/AC, Luverdense/MT, Cerâmica/RS, entre outros, são a prova mais cruel dessa verdade. Contudo a mesma mídia que afirma o caráter democrático da competição, não escapa do "ato falho" ao afirmar que a copa é o caminho mais curto para Palmeiras, Santos, Grêmio, Atlético Mineiro chegarem à Libertadores! Nem citei Botafogo e Vasco da Gama que alguns arautos colocam também na lista dos favoritos! A Copa do Brasil é o espaço de autopromoção que Ricardo Teixeira  e sua CBF usarão pelos próximos mil anos! Com ela atende a todos os seus eleitores sendo considerado um dirigente democrático já que consegue levar, aos rincões mais distantes, times de projeção nacional, garantindo com isso pelo menos um jogo nas duas primeiras fases na casa do time de menor ranking!
.
Basta pegarmos  o placar agregado de Santos e Naviraiense, 11 a 0, para termos certeza de que a tal "democracia" não passa de balela e que os agonizantes times pequenos são meros coadjuvantes, neste teatro de vampiros! Por isso, o Atlético Mineiro também não se fez de rogado e aplicou 7 a 0 no pobre e miserável Juventus/AC. Até o Palmeiras, time que vem mal das pernas já faz algum tempo, encontrou o moribundo Flamengo/PI e aplicou um placar agregado de 5 a 0! O enfado causado pela repetição de que só por via da Copa do Brasil esses times, se é que podemos chamá-los assim, têm alguma visibilidade e chance de chegar à Libertadores, levou-me a procurar saber quantos dos considerados inexpressivos ganharam a tal disputa nas suas 21 edições realizadas (a vigésima segunda é a de 2010). Mesmo não sendo a matemática o meu forte, arrisquei uns cálculos rasteiros e cheguei à conclusão que apenas 23% dos nanicos conseguiram ser campeões! Ou seja, no universo futebolístico da propalada democracia, 77%  dos vencedores, a minoria, estão representados pelos times considerados grandes!
.
Para piorar a situação da maioria que não manda nesta falsa democracia, todos os times sem expressão que ganharam a Copa do Brasil, uma verdadeira maldição, encontraram na segunda, terceira ou quarta divisão abrigo para seus infortúnios! Senão, vejamos. O Criciúma foi primeiro nanico a provar da exceção à regra, vai disputar a série C em 2010. O Paulista, se tudo der certo, conseguirá uma vaga na série D; os outros três times  pequenos que cometeram o deslize de vencer a competição estarão na série B deste ano: Sport Club do Recife, Santo André e Juventude! E os outros campeões dessa democracia às avessas? Bem, para confirmar à regra, tivemos: Grêmio(4), Cruzeiro(4), Corinthians(3), Flamengo(2), Fluminense(1) e Palmeiras(1). O que salta aos olhos, vendo esses números, é que a Copa do Brasil vem mantendo a lógica ao longo dos anos, os moribundos que ousaram vencer pagaram muito caro por tal proeza, os exemplos estão aí para confirmar, os cinco nanicos representam as exceções que fazem com que aquele torcedor do Naviraiense acredite que o time dele no ano que vem (não vai levar mais um chocolate) será o campeão dessa competição que,  não faz idéia, afinal é um simplório, foi feita para ajudar 77% dos grandes a garantir uma vaga na Libertadores...

4 comentários:

jonatan disse...

etaaa
essas palavras comovem qualquer torcedor...
ainda bem que nao sou um!
akakaka
mano preciso daquela força, a mesma que voce deu pro outro!!!!
akaakaka
abraçãoooooo
pq saiu do orkut?
devo imaginar

Manoel Gomes disse...

Pelo visto já sabe da novidade? O "outro" agora faz parte da "curriola", vamos esperar que não se transforme na maioria dos que entram e são só discurso, verdadeiros revolucionários de sala de aula!!! Bem, se tudo der certo, devo estar na Bahia na semana que vem, talvez fique mais fácil batermos aquele papo, e quem sabe até, com a presença daquele "outro"...quanto ao Orkut, o problema foi "Malwere", um "programinha"que sai "distribuindo" vírus e cavalo de tróia aos amigos...beijosss, meu amigo

Anônimo disse...

nao estou sabendo da novidade nao mano, quanto a "curriola"...
vou escrever pra ele!

João Cirino Gomes disse...

A escravidão ainda existe e não disfarça, só não existe a distinção, da cor, da crença, ou da raça.
Enquanto existir a lei de imunidade e o foru privilegiado; e o eleitor continuar sendo obrigado a votar, sem saber como funciona uma eleição; pouca diferença existira entre os brasileiros submissos e os homens das cavernas!

Não acredite no fim da escravidão; o voto obrigatório não é uma atitude democrática, não acredite que acabou a ditadura, não acredite na estória da nossa independência! Pois o Rei de Portugal ao se ver pressionado, só passou o poder para o filho!
Depois das alianças entre partidos, não acredite que existe partido político de esquerda, ou de direita; não acreditem na honestidade dos que criam emenda na lei para se beneficiarem, não acreditem no falso slogan, ordem e progresso, da Bandeira Nacional!

Por acreditar e se submeter a mentiras da minoria, a maioria continua sendo explorada e escravizada.

Atualmente as ordens são para reprimir os humildes; e o progresso e a impunidade ficam para os espertalhões, hipócritas e demagogos!

Enquanto não tiver fim a lei de imunidade e o foru privilegiado, a população humilde continuara sendo oprimida e enganada; e o poder continuara nas mãos dos mesmos espertalhões de sempre!

Abaixo assinado pelo fim da imunidade:> http://www.peticaopublica.com.br/?pi=Janciron
ESTE É O PRIMEIRO PASSO PARA TERMOS UM PAÍS DEMOCRÁTICO, COM DIREITOS IGUAIS E JUSTIÇA SOCIAL!
Cuidado com quem negar estes fatos!